domingo, maio 18, 2008

I


Saiu de casa, sem rumo, sem destino. São 7:10 da manhã e o orvalho matinal traz o cheiro da terra que banhou. É aquele momento do dia em que os pássaros silenciam o seu canto e o sol perde a timidez. É aquele momento em que a brisa pára de soprar e o mundo se suspende para observar Vida.
É o momento em que ela sai, sem rumo, sem destino. Ela e os seus sapatos de corrida, que consigo carregam os pensamentos.
Dá por si parada a beira do penhasco, atrás dela a estrada, á frente o oceano tumultuoso que bate na rocha negra. Aqui a brisa já sopra em vento, revolvendo-lhe cabelo que traz preso. Não dá por isso, enceta uma marcha rápida que logo se converte em corrida táctil.
Conforme a estrada passa por debaixo das solas dos sapatos os seus pensamentos flúem, inicialmente sem qualquer nexo ou causalidade, depois voam para si, e para ele.
Um sorriso assoma-lhe os lábios quando recorda o primeiro beijo, dado em rompante entre a manete das mudanças e o travão de mão. Com o embaraço dos casacos húmidos da morrinha nocturna.
Ela recorda-se da primeira vez que o viu, concentrado no que estava a fazer. Não deu por ela, mas ela reparou nele. Ele salientava-se naquele ambiente repassado e impuro, alto, sorridente, brilhante, com um frescor típico de quem gosta da rua, do ar livre. Mas afastou daí o pensamento e seguiu o seu caminho de regras e correcções, como sempre fazia.
O tempo correu e ficaria a conhece-lo melhor, entenderia o seu coração, a sua vivência e experiência. Dali germinou a amizade natural entre dois entes que valorizam os pequenos grandes momentos.
Imersa nestas recordações acrescenta ritmo ao passo e levanta a cabeça para sentir o vento fresco que lhe arrefece o corpo já suado do esforço físico. A sua compleição esguia e atlética lembra a gazela da savana, que suspende o corpo a cada impulso da passada. Mas nesta manhã, contudo, são as suas reflexões que a movimentam, e fazem-no no erotismo da mulher que foi tocada, sentida nas mãos de um homem.
Ela nunca pensou que ele reparasse nela como mulher, que se interessasse por ela para além de uma boa colega, de uma boa amiga.
Ele disse-lhe quando a beijou que nunca considerou que algum dia seria dele, que era demasiado bom para ser verdade. Ele havia-a desejado para si desde o primeiro momento, mesmo quando não simpatizou com ela.
Nessa noite, depois dos beijos desembaraçados dos casacos que ficaram caídos no chão do carro, ele envia-lhe um sms a dizer que era um sonho tornado realidade. Ela ficara feliz com isso, com o sms, com os beijos embaraçados e desembaraçados dos casacos molhados da chuva.
Das últimas mensagens que haviam sido reciprocadas em desafio das carecias afectivas que ameaçavam a racionalidade dos dois seres. Do desdém enganador de quem deseja pela atracção que suporta, ao ouvido amigo de quem acompanha a desdita ventura de outrem.
Foi necessário rebentarem de privação para que os dois corpos necessitados se consumissem no fogo do enamoramento. Não pararam para pensar em mais nada, apenas na necessidade emergente, deixando a espontaneidade comandar, pela primeira vez, a irracionalidade sã que estava a ocorrer. E assim ficaram naquela hora da noite, os dois abraçados e conhecer com os lábios cada centímetro dos seus rostos, a tocar pele e derreter o olhar que afundavam quando o tempo parou para lhes dar passagem ao sentir.
O sol das 9 horas principia a amornar e a camisola de alças já transparece colada á pele. A respiração ofega e o cabelo cola-se-lhe à testa, mas ela ri-se jovial. Não repara nos transeuntes que a vêem passar a correr, numa corrida decidida e ritmada. O pés batem no chão com o ímpeto de quem deseja mais da vida do que simplesmente viver. E este novo romance inesperado trouxe-lhe a feminilidade de mulher que gosta de estar bela para que o seu companheiro a veja assim, bela. Não se apercebe que lhe basta a sensualidade que lhe permanece no olhar verde-anilado, na cor lhe que pinta a tez.
Os dias passam com beijos trocados, com olhares liquefeitos, com ânsias de mais tempo de mais oportunidade, de sons e desafios nos gestos que trocam. Todos reparam na felicidade lactente, mas não sabem que ela os desafia aos dois, é segredo deles e só deles.
Com o chão a passar debaixo dos pés, ela dá uma gargalhada cristalina num desafio de felicidade que ergue á vida, ao destino, á ironia que a vida lhe trouxe. É na relação inesperada, impossível, que a felicidade lhes acena e pisca o olho esquerdo.

13 Comments:

Blogger Paula Da Rocha Moreira said...

Pura e simplesmente magnífica a magia que utilizas para nos contagiar com as tuas linhas. É um sentir em catadupa das caricias, dos beijos apaixonados, das pedrinhas que passam debaixo da sola dos tenis, da brisa transformada em vento que fustiga a face... é o sorrir no meio da multidão, só por ter uma amiga como TU!
Um grande beijo fofo, querida.
Parabéns!

19/5/08 11:19  
Anonymous Anónimo said...

Kiduxinha, continuas linda, magnifica. Sabes que eu fico sem palavras quando escreves com mais erotismo e isto porque te conheço e conheço a sensualidade que geras a tua volta. Eu já regressava a Lisboa só para te a ver correr de manhã na marginal.
bisufas no teu PP

19/5/08 19:56  
Anonymous Anónimo said...

Mulher Perfeita

A primeira vez que a vislumbrei,
Parecia um fantasma encantador.
Adorável aparição, enviada
para ser ornamento passageiro.
Os olhos, belas estrelas do crepúsculo,
Também como o crepúsculo os seus cabelos.
Mas todas as coisas em volta dela emanavam
Do mês de Maio e da festiva aurora.
Forma saltitante, imagem jovial,
Para assombrar, sobressaltar e atacar de surpresa.

Eu vi-a mais de perto,
Espírito, mas Mulher também!
Os movimentos familiares, leves e livres
E passos de virginal liberdade.
Um semblante onde se encontravam
Doces lembranças e promessas também doces.
Criatura nem alegre nem boa demais,
Para o alimento quotidiano da natureza humana;
Para mágoas transitórias, simples lábia,
Louvor,censura,amor,beijos,lágrimas e sorrisos.

E agora vejo com olhar sereno
A própria vibração da máquina.
Um ser que inspira profundo alento,
Viajante entre a vida e a morte.
A razão firme, a vontade comedida,
Resignação, previdência, força e tacto.
Mulher perfeita, explendidamente planeada,
Para se admoestar, consolar e comandar.
E, no entanto, Espirito glorioso,
Com um pouco de luz angelical.

Assim és tu.

22/5/08 01:48  
Anonymous Anónimo said...

Em todas as mulheres com que me cruzo, vejo-te, desenho-te, imagino-te, invento-te, mais e mais.

Estás sempre presente, no seu sorriso, no seu perfume, na forma como se movem, no modo como falam, como os seus cabelos esvoaçam.

Pairas sobre todas, és superior a todas, fazes parte de todas elas, na tua forma tão simples e bonita de seres mulher. Ou são elas que fazem parte de ti? Em todas eu vejo-te, desenho-te, imagino-te, invento-te.

Mulher desejada de amor, carente de amor, tu és o exemplo do peregrino, o teu peregrino és tu.

O meu peregrino és tu.

22/5/08 16:25  
Anonymous Anónimo said...

Como é o meu amor por ti?

Vou contar como é o meu amor por ti:
Amo-te profundamente até onde
minha alma alcança, quando sente que nãso vê
O fim da Existência e da Graça ideal.
Meu amor por ti supre a necessidade
De cada dia, à luz do sol e de velas.
Meu amor é livre, enquanto há homens empenhados no que é certo.

Meu amor é puro, enquanto eles voltam as costas ao Louvor.
Amo-te com a paixão que utilizava
Em meus antigos pesares e com a fé da minha infância.
Amo-te com um amor que parecia ter perdido,
Quando deixei de rezar - amo-te com o alento, os sorrisos,
As lágrimas de toda a minha vida! - E, se Deus quiser,
Amar-te-ei ainda mais depois da morte.

24/5/08 12:57  
Anonymous Anónimo said...

Quando Ficares Velha

Quando ficares velha e, grisalha e sonolenta,
Cochilares junto ao fogo, pega esle livro
E lê devagar, sonhando com a meiguice
Que outrora tinhas no olhar, agora entristecido.

Muitos amaram teus momentos de graça e alegria
E à tua beleza dedicaram amor sincero ou falso.
Mas só um amou a tua alma peregrina,
Amou os seus pesares que teu rosto marcaram.

Inclinando-te ao lado da grade incandescente,
Lamenta, com um pouco de tristeza, a fuga do Amor
Que foi para o alto da montanha
E, entre as estrelas, o rosto escondeu.

24/5/08 13:06  
Anonymous Delhi Independent Escorts said...

Komal Verma is Independent Escorts in delhi - Escorts in Delhi - Delhi Escorts - Independent delhi escorts - high class Delhi Escorts - Exotic
Escorts - New Delhi Independent Escorts - Mumbai Escorts - Bangalore Escorts - Independent Indian Escorts

14/12/11 15:35  
Anonymous female escort said...

Rainbow Escort Service will give you best services in india. we provide best services in all over india.

14/12/11 15:44  
Anonymous Punjab Escort said...

Punjab Escort , Chandigarh Escort , jalandhar escort , Ludhiana Escort , Amritsar Escort , Amritsar Call Girl , Chandigarh Call Girl , Ludhiana Call Girl , Jalandhar Call Girl , Chandigarh jalandhar Ludhiana Amritsar Punjab Escorts Service,Punjab Escorts, Female Companions, Sexy Punjabi Girl, Chandigarh Hot Model, Punjabi Hot Babes, Busty Punjabi girl, Punjabi Kudi, Nude Punjabi model, Teen Escort, Chandigarh Escorts, Vip Companion in punjab,Escort Service in Chandigarh | Independent Chandigarh Escort | Call Girl in Chandigarh | Escort Chandigarh Call Girl Services,Kalka Escorts, Panchkula Escorts, Mohali Escorts, Ambala Escorts, Bhiwani Escorts, Patiala Escorts

14/12/11 15:50  
Blogger door step spa services said...

escort service in Bangalore
escort services in Bangalore
escorts service in Bangalore
escort service in Bangalore
Best Escort
Best Escort in Bangalore
Bangalore best escort
Bangalore escort
Escort Bangalore
Hotel Escort in Bangalore
independent escort in Bangalore

29/11/16 12:38  
Blogger Brigade Usman said...

escort service in Bangalore
escort services in Bangalore
escorts service in Bangalore
escort service in Bangalore
Best Escort
Best Escort in Bangalore
Bangalore best escort
Bangalore escort
Escort Bangalore
Hotel Escort in Bangalore
independent escort in Bangalore

29/11/16 13:04  
Blogger Brigade Usman said...

escort service in Bangalore
escort services in Bangalore
escorts service in Bangalore
escort service in Bangalore
Best Escort
Best Escort in Bangalore
Bangalore best escort
Bangalore escort
Escort Bangalore
Hotel Escort in Bangalore
independent escort in Bangalore

29/11/16 13:06  
Blogger Brigade Usman said...

escort service in Bangalore
escort services in Bangalore
escorts service in Bangalore
escort service in Bangalore
Best Escort
Best Escort in Bangalore
Bangalore best escort
Bangalore escort
Escort Bangalore
Hotel Escort in Bangalore
independent escort in Bangalore

1/12/16 10:47  

Enviar um comentário

<< Home