terça-feira, dezembro 13, 2005

Posso perder-me

Posso perder-me vezes sem fim, e nunca compreender que isso aconteceu, e voltar a encontrar-me como se nunca me tivesse perdido.

No entanto, o que mais me custa na minha vivência, é a sensação falsa de constante permanência. Eu sei que é uma falácia, que tudo o que me rodeia impermanece, contudo aparenta-se estagnado.

Reparo que, não obstante, tudo se movimenta num incessante turbilhão de energias que não são passiveis de controle. Que os Senhores da Luz me permitam continuar a reparar em tudo o que impermanece com o olhar dos que descobrem algo sempre novo e que vale realmente a pena descobrir.
Redundo em mencionar os mesmos assuntos, mas este é o meu papel aqui: reparar e inspirar o que descubro...

3 Comments:

Blogger Myu said...

Continuas com textos lindos e de um nível intelectual que só tu...
Beijinhos linda!

14/12/05 11:19  
Blogger Lobito said...

Beijos fofos.

Amazona a cabalho.

14/12/05 16:57  
Anonymous Anónimo said...

Depois de ler os teus "pensamentos" ou o que te vai na alma, durmo sempre mais decançado!
Embora, mts xs, funda um ou dois neuronios.
:-) "Smile, life is short!"
Sony boy

17/12/05 11:02  

Enviar um comentário

<< Home