terça-feira, julho 26, 2005

EU SOU


Eu sou a que no mundo anda perdida
Sou aquela que tem de ser forte
Sou a mulher do sonho e desta sorte
Sou amante, sou ferida.
Sou a que passa e não vê
Sou a visão que alguém sonhou,
E que na vida nunca encontrou.
Sou a que sorri sem saber porquê.
Sou a que chamam líder sem o ser
Sou a que veio ao mundo para viver
Só queria ser o Mar de altivo porte
Que ri e canta a vastidão imensa
Queria ser a Pedra que não pensa,
A Pedra do caminho rude, e forte
Queria ser o Sol, a luz da aurora
Que alumia toda a agonia,
Que transforma a noite em dia,
Que limpa as lágrimas de quem chora.

3 Comments:

Blogger Myu said...

AH POETIZA!

26/7/05 23:38  
Anonymous Anónimo said...

incapaz de se sobrepor á força das tuas palavras mas que tal como estas gera um turbilhão de sensações... adorei a tua camisa de seda preta...

27/7/05 12:28  
Anonymous caprin said...

penso que já não te sentes assim tão "transparente". penso que já voltaste a encontrar a tua força. quase diria que consegues por vezes transformar-te no sol que tanto desejavas...
espero que possas continuar a sorrir e principalmente saberes pq sorris.

9/4/07 13:20  

Enviar um comentário

<< Home